Bem-vindo ao Bronzeamento Artificial, um site que te deixa por dentro dos principais assuntos que envolvem a técnica de bronzeamento. Sem dúvidas, o resultado dos métodos artificiais proporciona um grande prazer, um aspecto bonito e saudável à pele; por isso, é tão procurado por quem deseja sempre manter o bronze. Mas todo cuidado é pouco quando se tratam de técnicas que põe em risco a sua saúde. Saiba quais são esses riscos, as precauções a tomar e o modo mais seguro para manter o bronzeado.

O que é Bronzeamento Artificial?

Brozeamento ArtificialO bronzeamento nada mais é do que a reação da pele aos raios ultravioletas, que estimula a produção de melanina (proteína responsável pela pigmentação da pele). Há dois tipos de radiações ultravioletas que chegam até nós: os ultravioletas A (UVA) e ultravioletas B (UVB). A radiação UVB é a maior responsável pelas queimaduras superficiais da pele, e estimula a criação de melanina. A UVA libera melanina, que, combinada com o oxigênio, dá o efeito do bronzeado. Ela causa também o "melanoma", um tipo de câncer de pele.

Muitas vezes só são identificados os danos que os raios solares trazem ao nosso corpo, mas é relevante saber que eles ajudam na produção da vitamina D, que auxilia na absorção do cálcio, substância importante que atua no desenvolvimento dos ossos, coração, cérebro e no sistema imunológico.

Quando a exposição ao sol é feita de maneira adequada, seguindo todos os cuidados, a pele fica com um aspecto saudável, e se torna um ponto importante da estética. Os meios naturais podem ser mais seguros, mas se optar pelas modernas técnicas, saiba como ter um processo bem sucedido.

O bronzeamento artificial é uma técnica rápida e permite que você escolha a tonalidade que deseja. Hoje, temos disponível quatro tipos de bronzeamento; porém, o mais procurado é “cama de bronzeamento”, pois é um método rápido, prático, eficaz, bronzeia uniformemente, mas é a opção que oferece mais riscos à saúde.

A Pele Humana

A pele do corpo humano é um órgão constituído de tecidos e células. Ela é formada por duas camadas: a epiderme e a derme.

Epiderme

Parte mais externa da pele e por isso fica exposto ao ambiente. Sendo assim, a epiderme é importante para proteger contra possíveis ataques externos ao corpo humano. Dependo do local em que se encontra ela pode ser mais fina ou espessa. Nela podemos encontrar as células queratinócitos, células de Langerhans, células de Merkel e melanócitos.

A pele HumanaO tecido epitelial possui as seguintes camadas evidentes na pele espessa: camada córnea, lúcida, granulosa, espinhosa e camada basal. Na pele fina não há as camadas lúcida e granulosa.

Camada Basal: Região responsável pela renovação da epiderme devido a grande quantidade de mitose na região. Também possui uma grande quantidade de células-tronco.

Camada Espinhosa: Tem esse nome graças ao aspecto espinhoso das células. Nessa camada a mitose acontece em menor quantidade. Camada Granulosa: Camada que cria uma barreira que impede que substâncias penetrem na pele.

Camada Lúcida: Essa camada não é encontrada em todas as regiões do corpo humano, mas principalmente nas regiões palmoplantares. Camada Córnea: Protege a pele da ação de agentes químicos, físicos e biológicos e impede a evaporação da água.

Derme

Tecido conjuntivo localizado sob a epiderme constituído de vasos sanguíneos, terminações nervosas, glândulas e órgãos sensoriais. São essas terminações e órgãos sensoriais que causam as sensações de calor, viscosidade, dureza, umidade e maciez. É constituída por duas camadas: papilar e reticular.

Topo